• Comitê Brasileiro de Acrobacia e Competições Aéreas Brasil

Artigos

image

ATIVIDADES DO CBA EM 2012

No ano de 2012 o CBA conseguiu dar alguns importantes passos para restabelecer a prática da acrobacia aérea de competição. Sabemos que no Brasil atual a dificuldade burocrática para voar é algo que não se restringe unicamente aos acrobatas, mas também a vários outros setores da aviação. Então, mesmo que os passos dados não tenham sido tão visíveis nos céus, foram importantes nos bastidores.

Segue uma lista dos principais trabalhos realizados:


Oficialização do CBA como Associação através da homologação de seu Estatuto e de seu Regimento Interno pela Junta Comercial de Porto
Alegre;

- Contratação de um escritório contábil de renome e transparência para a organização do sistema financeiro da associação, com a abertura de conta bancaria no Banco do Brasil;

- Realização de 7 reuniões com a ANAC no Rio de Janeiro, para a discussão dos assuntos relativos a habilitação, a legislação pertinente (RBAC 61, IAC 91-1001 e 60-1001) e a parceria e reconhecimento do CBA pela ANAC;

- Obtenção do reconhecimento das habilitações e CPD’s antigos para a validação dos processos de Recheque, com o objetivo de facilitar a adequação burocrática dos nossos acrobatas;

- Credenciamento de Examinadores. Os Cmte’s Albrecht, Azzi, Carlos Edo e Francis Barros já encontram-se aptos para realizar exames para a obtenção das habilitações de ACRO (acrobacia), INACRO (Instrutor de Acrobacia) e DEM (Demonstração Aérea). Alguns outros já foram pré- aprovados, mas aguardam um curso de Examinador Credenciado que será ministrado em 2013 pela própria ANAC;

- Estabelecimento de uma parceria com a “Esquadrilha Céu” que irá auxiliar no fomento da atividade de voo de formatura;

- Participação oficial na Comemoração dos 60 anos do EDA (Esquadrilha da Fumaça) em Pirassununga, com a participação em um debate importante sobre os rumos e o futuro da acrobacia aérea brasileira, realizado por alguns dos maiores nomes da acrobacia aérea do país;

- Estreitamento de laços com pilotos estrangeiros, visando receber treinamento e conhecimento acrobático;

- Planejamento do Curso de juízes, com data ainda a confirmar;

- Estabelecimento e apoio a representação da "Extra Aircraft" no Brasil, através da figura do Sr. Denis Schwarzenbeck;

- Estabelecimento de um contato entre a Oficina “Diamond Aviação”, hoje a única representante oficial das hélices MT no Brasil.


Aproveitamos para lembrar que os custos de deslocamentos da diretoria para as incontáveis reuniões com a ANAC no Rio de Janeiro foram bancados pelo CBA, o que é plenamente justo, uma vez que defende os interesses de todos os demais pilotos de acrobacia. Assim vocês podem ver o quanto é importante o apoio de todos para que a coisa ande!

Para o ano que segue, aguardem mais novidades.

Artigos